quinta-feira, 8 de abril de 2010

Momento de Poesia.





Se tu desejas e não podes ter
Quem te parece ser de um outro alguém,
Assume-te feliz só por saber
Que neste mundo ninguém dono tem.

Se em vão te iludes e não queres crer
Que pessoas não pertencem a ninguém,
Que não terás o que não pode ser,
Colherás restos de perdido bem.

Abre teus olhos para a realidade,
Recebe a luz e o viço da verdade,
E não te apegues ao que diz a mente.

Não dês ouvidos para os pensamentos,
Lembra-te sempre nos teus sós momentos:
Não é possível ter posse de gente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário